Descrição

O viajante que escolhe fazer estada no Hotel Margherita, desfruta de ambientes cuidados nos mínimos pormenores, decorados com gosto e dotados de acolhedores espaços de repouso.

O terraço, quase suspenso entre o céu e o mar, e a área da piscina, transformam as férias em Praiano num momento repousante exclusivo, graças à atmosfera solícita e envolvente que a equipa de funcionários consegue criar colocando o hóspede à vontade.

Uma história familiar: um sonho, um amor, um conto de fadas.

Estamos no início dos anos sessenta. Margherita, a bela e elegante filha de um médico municipal de Praiano, casa com Giuseppe e muda-se com ele para a América. Mas o apelo da terra natal transforma a nostalgia num desejo: voltar e oferecer hospitalidade no encantador enquadramento da Costa de Amalfi. Nasce assim o restaurante na praia de Positano, onde Margherita e Giuseppe recebem os hóspedes como em casa, numa atmosfera simples e requintada, com um saber gastronómico de longa tradição que depressa os torna famosos. Mas o sonho de Giuseppe é restaurar a casa de família em Praiano, construída em redor de uma torre de vigia aragonesa, para fazer um hotel

O Hotel Margherita nasce como templo da hospitalidade: um lugar onde pode sentir-se como em sua casa mas aliviado das tarefas quotidianas. 

Hoje é Suela, filha de Giuseppe e Margherita, e o seu marido Andrea Ferraioli, filho da arte - da dinastia de Bacco em Furore – a continuarem a obra encetada por Giuseppe. Uma lufada de inovação garante novo esplendor ao hotel. Mas a atenção dada ao tratamento dos hóspedes permanece a mesma como com Margherita, sempre atenta na cozinha a fim de não trair a história e o espírito que animaram o seu sonho.